Harper’s Weekly, May 24, 2011

Mais um resumo da semana pela Harper’s. Partes mais importantes: (última semana aqui)


“The world failed to end, despite predictions of its
demise by Harold Camping, an 89-year-old Christian radio
entrepreneur. The Calvary Bible Church in Milpitas,
California, organized a Sunday morning service to
comfort disappointed believers.”

“Dominique Strauss-Kahn resigned his role as managing director of
the I.M.F. and was placed under house arrest in New York
City pending trial for the sexual assault of a hotel
maid. It was reported that just before police boarded
his plane to apprehend him, Strauss-Kahn said of a
flight attendant, ‘Quel beau cul!’ (“What a nice
ass!”). The euro fell slightly on news of his
predicament.”

“Also in China, watermelons treated with
growth accelerants were exploding ‘like landmines,'”

“The Tennessee Senate passed a
bill forbidding the state’s public school teachers and
students in kindergarten to eighth grade to discuss the
fact that some people are gay”


Anúncios

6 comentários sobre “Harper’s Weekly, May 24, 2011

  1. Valéria

    Essa questão de tratar sobre homossexualismo na escola eu acho bem complicada. No Brasil, estava-se falando sobre iniciar esse tipo de assunto na escola aos 5 anos, até mesmo com desenhos, não sei, acho inapropriado. Com certeza isso devia ser papel dos pais ou responsáveis, mas muitas das crianças brasileiras não tem um nem outro.
    E muitas vezes os professores não estão capacitados nem a falar sobre o que deviam saber… É bem complicado mesmo. Minha irmão mais nova saiu da escola pública porque a professora dela era evangélica e ficava sendo tendenciosa, sendo que a mulher do meu pai só acredita na ciência, segundo palavras dela.
    Essa tentativa do senado é ridícula, mas tbm acho que algumas coisas não deviam ser delegadas a escola. Já por outro lado a escola é realmente o único lugar onde alguns adolescentes podem aprender algo que os preservem de certa forma, mas a educação é um problema tão crônico… Acho q o ideal seria uma atuação junto as comunidades… mas sei lá tbm. Talvez apenas quem entra em escolas públicas no Brasil entende melhor o que é isso na prática, é tudo muito desamparado na maioria dos casos…

    Que bizarras as melancias tbm, hein. Tadinhas.

    Curtir

    1. Camila

      Heheheh, gostei de todo o seu comentário, super sério, mas a melhor parte foi mesmo a da melancia, hehehe… Eu concordo com tudo o que você diz, acho que na verdade a educação em relação ao homossexualismo tem que acontecer em casa e em um nível comunitário, mas de que educação estamos falando? Podemos tê-la nesses níveis e ainda assim ser algo bem preconceituoso ou mentiroso. Eu não sei se a escola deve “ensinar” isso – até porque a escola não está conseguindo ensinar muito -, mas deve seguramente debater o assunto, PODER falar sobre isso.
      PS: tadinha da mulher do seu pai, né, que acredita assim na ciência com letra maiúscula.

      Curtir

  2. Na minha opinião, acho que as escolas não deveriam trabalhar somente e isoladamente com o homossexualismo, pois infelizmente existe muita ignorância no mundo e muitas pessoas acham que isso é um incentivo (se é que isso é possível – mas tudo bem). O que deveria ser feito é trabalhar a tolerância em todos os aspectos – religião,raça,classe social, cultura etc. As pessoas rejeitam o que consideram diferente, e não percebem que o mundo seria um verdadeiro tédio se todos fossem iguais.
    Mas concordo plenamente com a Valéria, nem todos os professores estão preparados para isso. Muitas vezes o preconceito vem deles próprios, sem falar nos casos de abusos que vemos todos os dias por professores estressados. Primeiro a formação e REMUNERAÇÃO dos professores deveria mudar, para depois implantarmos melhor educação nas escolas públicas e particulares.
    Mas discordo em outro assunto. Pra mim o melhor parágrafo foi o do fim do mundo, support group para os decepcionados haha AMEI!

    Curtir

    1. Camila

      HAHAHA, é verdade, essa parte é muito boa mesmo, fiéis decepcionados na manhã de domingo. Concordo com o seu ponto de vista, acho que acima de se falar de homossexualismo ou outro assunto, o que deveria estar acima disso é tolerância. Escrevi que as escolas devem PODER falar sobre esse ou outros assuntos exatamente por isso, porque proibir é o problema.

      Curtir

    1. Camila

      Hehehehe, mas é verdade!!! Eu também gostei muito dessa foto, mas nem sei se é da China, achei no Google Imagens. O Erik também gostou muito da foto, riu bastante. 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s