Kolonilotter

Inspirada pela Louise, que anda a descobrir e fotografar Oxford, decidi sair de casa e fazer o mesmo. O dia estava lindo, até que quente, e ainda há muitas partes de Linköping que não conheço. Além de que preciso me movimentar, ando bem sedentária. Parei de pedalar como um exercício, a bicicleta virou apenas meio-de-transporte. Tenho que reverter essa decadência.

Assim, fui descobrir Tannefors, um bairro que se localiza do outro lado do rio (o rio dos nossos piqueniques). Pedalei sem direção específica, peguei várias ruazinhas, vi um milhão de casas, árvores… Os bairros são todos bem parecidos entre si, assim como as casas, os jardins e os prédios – todos de três andares. Apesar de ser tudo lindo, não há muita variedade, fica monótono.

Tannefors - Arbetaregatan (Rua do Trabalhador)

Depois de passar por Tannefors, acabei encontrando algo muito interessante, que deveria existir no Brasil: kolonilotter – algo como lotes de jardim, de horta. É um pedaço de terra “alugado” onde uma pessoa planta legumes, verduras, flores, frutas etc. Ou seja, se você mora em apartamento, pode pagar uma taxa (não sei se mensal ou anual) e ter uma horta orgânica. A família do Erik tinha uma quando ele era pequeno. Um cantinho do lote era só dele.

Quem arranja um desses lotes tem direito a construir uma casinha – parece de boneca – para guardar ferramentas, terra e outras coisas.

Cebolinha

Passeios de bicicleta

Há muitas flores por todos os lados. Assim que a primavera chega, elas desabrocham.

Eu gostaria de ter um lote desses, mas é claro que duvido um pouco se eu sairia de casa, pedalaria uns 25 minutos e passaria o dia trabalhando na terra. Sinceramente, não sei, mas eu amaria ter legumes, verduras e temperos da minha própria horta, sem aditivos químicos, apenas muito sol. Na Suécia, isso significa uns poucos meses ao ano.

Anúncios

9 comentários sobre “Kolonilotter

  1. Rejane Freire

    Olá Camila!!!
    Vc é meus olhos antes que eu possa chegar em Linkoping. Já me sinto interligada com a cidade através dos seus posts. Parece até coincidência,esses dias estava perguntando ao Andreas sobre as flores aí,e então vc me presenteia com esse post todo florido!:)
    Valeu mesmo!!!
    Bjos
    Rejane

    Curtir

    1. Camila

      Oi Rejane!
      Poxa, que fofo o seu comentário, obrigado!
      Eu ando bem ocupada com os preparativos para a viagem, mas vou entrar no MSN para a gente conversar mais.
      Beijos!

      Curtir

  2. Camis adorei as fotos. Adoro flores e vc tirou fotos belíssimas.
    Tb adoraria ter minha hortinha e meu jardim, mas acho que tb não sairia de casa. Apesar de ser uma pessoa urbana e gostar de ter um emprego, às vezes me imagino como a Valéria uma vez falou…sendo uma mulher dos anos 50 rs. Mas aí teria que ser em uma casa no interior, pra não enlouquecer…..será?

    Curtir

  3. Lou

    Camis, que lugar lindo e fofo!! Aqui em Oxford também tem um lugar assim aqui perto de casa, onde as pessoas alugam ou compram lotes de terra pra plantar, mas não é assim tudo lindo, organizado e arrumado hehe
    Adorei a primavera aqui na Europa, as flores estão por tooooda a parte. A Pam ia adorar!!
    Depois vou fazer um post bem primaveril com as minhas fotos de flores também 🙂
    Que bom que você se inspirou pra tirar fotos também, faz muito bem em sair de casa e conhecer mais a cidade. Acho que conhecer esses detalhes faz a gente gostar mais daqui.

    Curtir

    1. Camila

      Verdade! Eu me senti muito bem quando voltei para casa, depois do passeio. Às vezes me sinto uma idiota de reclamar muito, mas nem conhecer a cidade direito. Eu também estou gostando bastante da primavera, é tudo lindo, muitas flores. O único problema, aqui na Suécia, é que tem dias que ainda faz frio.

      Curtir

  4. Dayane Andrade

    Que lindo! Não consigo nem expressar o que senti ao ver estas lindas imagens sabendo que é tudo real. Como a nossa natureza é magnífica. Flores, amo flores! Explora mais Camis. Amei.

    Curtir

  5. Acho muito bacana sair sem destino. Sempre voltamos bem melhor do que saímos, cheia de novidades e descobertas.
    Linkoping é uma cidade muito bonita, e me parece um pouco interiorana em algumas partes e aspectos. Uma grande surpresa pra mim foi conhecer estes lotes de plantação. Logo pensei que seria ótimo fazer isto aqui no Brasil, porém, impossível. Necessitaríamos da mesma ordem, disciplina e honestidade que há aí.
    Lindas fotos de flores 🙂

    Curtir

    1. Camila

      Hehehe, é verdade o que você escreveu, Carol. Aqui tem bastante ordem, disciplina e honestidade (até demais) e dá certo assim, sem cerquinhas, sem nada. No Brasil, poderia dar certo também, mas talvez com uns cercados. Verdade também sobre sair sem destino, eu voltei bem mais felizinha. Não tem como não se sentir bem depois de ver tantas coisas bonitas.
      O ar interiorano é a Suécia mesmo. Aqui as pessoas gostam desses tipos de coisas, ligadas à terra.
      Carol, quando você vai começar um blog??? 🙂 Eu seria a leitora número um.

      Curtir

  6. Pingback: Fim da fase Linköping |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s