Vinte e sete

Eu deveria estar feliz, e estou! Eeeeeeeeeeee!

Mas 27 é complicado. Está perto dos trinta. E eu não queria mudar de dezena assim, tão rápido. Eu nem senti os 26. Mas estavam ali, 12 meses inteiros. Eu me diverti, mas surtei bastante. Crises e crises. Enfim.

Uns dois dias antes do 16, recebi um pacote vindo do Brasil, com Ilusões Perdidas dentro. Em meio às paginas, havia um envelope com um cartão lindo e mais um dinheirinho. Dos meus pais. Fiquei muito feliz. Chorei quando li o cartão.

 

O dia 16 começou feliz. Mais um pacote, dessa vez do Erik. É o livro do The Oatmeal!

Vou ganhar o pôster também, mais um pacote já chegou no correio, esse tenho que ir buscar.

Acordamos tarde. O Erik já tinha toda uma programação em mente. Ele preparou o café/almoço, sanduíches de ciabatta com queijo derretido, champignons frescos e tomates cereja vermelhos e amarelos. Uma delícia.

Descansamos umas horinhas por aqui e fomos a um restaurante japonês chique, Shin Nori. Bem gostoso também.

Pedimos uns combinados de sushi, e vieram com salmão, atum, até vieira. Experimentamos o sushi roll de tempurá e o pacote de saque – três tipos, escolha da casa.

Lindo!

Satisfeitos, compramos chocolate e docinhos e fomos ao cinema, assistir o novo filme do dinamarquês Lars Von Trier, Melancholia.

Tivemos que transferir dois itens da programação para o fim-de-semana: tomar sorvete em uma sorveteria ultra fofa da cidade (Bosses Glassbar) e uma sobremesa que o Erik vai preparar: banana ao forno recheada com brigadeiro e coberta com Baileys. Essa fica para o domingo à noite.

A última parte da programação foi uma festa aqui mesmo, para nós dois. O Erik fez caipirinhas e tocamos o Ipod até umas 4 da manhã.

Amei esse aniversário.

PS: eu queria agradecer a todo mundo pelas mensagens bonitas que recebi. Adorei mesmo.

Anúncios

12 comentários sobre “Vinte e sete

  1. Camis peço desculpas pela minha ausência da net essa semana. Além da minha falta de costume e do trabalho, fiquei um pouco doente e perdi o timing de te mandar uma mensagem de niver.
    Espero que vc me perdoe e que aceite meu FELIZ ANIVERSÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ RIO atrasado.
    É no dia errado, mas vem com muito amor e com toda a admiração que eu sinto por você!
    Amei ler o qto vc curtiu o seu dia, aniversários servem para isso mesmo, não para lamentarmos por estarmos ficando mais velhas, e sim para nos sentirmos especiais, como se fossemos a pessoa mais importante do mundo naquele dia.
    Mas te dou uma bronca por estar preocupada com os 30 chegando. Acho que vc deve urgentemente mudar sua atitude quanto a isso. Te aconselho a fazer como a minha irmã, que fez do niver dela de 30 anos uma mega comemoração e um fato para se alegrar.
    Pense assim, vc qdo era mais nova já se sentiu tão feliz? Tão bonita?? Aposto que a resposta é não. As mulheres ficam mais bonitas nesta idade mesmo. Eu mesma me sinto mais bonita depois de casada. E vc, bom não precisa nem dizer né?
    Espero que vc faça uma mega comemoração tb e que eu esteja presente. Mas não quero te visitar somente daqui a alguns anos…quero ir antes….Alias, qdo posso?

    Curtir

    1. Camila

      Pam, mas que besteira… Pedir desculpas?! Hahah, relaxa.
      Você está bem?
      Adorei essa sua mensagem e mais ainda os conselhos sobre idade, hehehe… É verdade, eu comecei a me achar mais bonita depois que vim morar junto com o Erik.
      Pode vir quando quiser em 2012. É difícil especificar meses, porque não temos planos para o ano que vem, lógico. O grande plano é para o próximo semestre mesmo, hehehe… Então é melhor você me falar quando que pretende. 🙂 Iríamos
      adorar!!!
      Beijos!

      Curtir

  2. Dayane Andrade

    Que dia especial. Seu pais sempre muito queridos, acredito que este seja seu maior presente. Claro, além da companhia e surpresinhas do Erik. É muito bom vê-la feliz no dia do ano que é só seu. Você estava lindíssima com esse toque angelical. Acho que está mesmo preocupada que está perto dos 30, amiga…rsrrs. Adorei saber como foi seu dia. Mil beijos.

    Curtir

  3. Que bom poder acompanhar o seu dia. O dia do seu aniversário!
    Saiba que quando fiz meus 27 anos foi o primeiro ano que fique preocupada com a idade de verdade. Nunca tinha sentido o tempo passar rápiod, mas senti nesta data. É engraçado né? E agora já estou com 28 passados…
    Mas é como Pamela disse, ficamos muito mais bonitas nesta idade, e muito jovens para tudo que está por vir ainda. Veja vc, está com a vida que escolheu (a vida não é 100% escolhida por nós, então não pense que ela poderia ser melhor), com a companhia que escolheu, com sua independência, jovem, bonita, madura, com sua casa (quem diria?), e feliz.
    Parabéns!
    Seu dia foi bem gostoso! E vc estava muito bem no modelito, na maquiagem e no cabelo 🙂
    Beijos meus e do Peterson

    Curtir

    1. Camila

      Ah, Carol, é verdade… Que fofa, gostei muito das suas palavras, me senti melhor! 🙂
      Pois é, eu comecei com umas neuras de “estou ficando velha” uns meses antes já. Comecei a reparar na minha feição cansada e umas linhas de expressão no rosto, haha… Engraçado que o Erik comentou a mesma coisa, que a primeira vez que sentiu isso foi quando fez 27. Mas que depois, passou, fez logo 30 e é isso aí, né? Haha… Mas você, o Erik e o Pétisu também não aparentam a idade. Eu aparento.
      Mas eu to mais preocupada mesmo é com as celulites e a decadência huahuahuahuauh…
      Beijos!

      Curtir

  4. Lou

    Hmm restaurante japonês, que delícia! Não como comida japonesa desde que fui pro brasil.
    Sabe que eu tenho essa preocupação de ficar velha também? Porque o David é mais novo que eu então dá essa sensação de estar ficando velha. E porque eu pareço mais velha do que eu sou, o que eu acho terrível :(]
    Nossa, essa sobremesa do Erik parece muito boa. Ele que teve a idéia?
    Beijos

    Curtir

    1. Camila

      Não tem comida japonesa boa por aí? De ter… Oxford tem até lojinha brasileira, né?
      Nossa, eu realmente amo comida japonesa, é algo que vicia. Eles devem por algo na comida huauhahuahu…
      Sério que ele é mais novo? Quantos anos? Bom, ou ler o seu post e descobrir, hehe…
      Então, a sobremesa não foi inventada pelo Erik, não, mas ele já comia com a família dele. É muito fácil, faz aí também… Corta a banana, põe brigadeiro dentro, põe no forno por uns 10 minutos. Aí, no prato, é só colocar chantilly e regar com baileys. Hmmmm!

      Curtir

  5. Pingback: Vinte e oito «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s