Cenas de Varanasi I

Se alguém tiver apenas uma escolha de lugar para visitar na Índia e me pedir uma sugestão, responderia em um piscar de olhos: Varanasi.

A cidade é banhada pelo Rio Ganges, a mãe de todas as coisas e seres, e para onde todos devem retornar. Varanasi é a aquela Índia das fotos ao estilo National Geographic; é lá que se pode ver as pessoas se banhando no Ganges, as cremações a céu aberto, vacas por todos os cantos, homens santos, templos, uma infinidade de ghats (escadarias que levam caminho abaixo a um rio sagrado, como o de Calcutá) e gente. É a Índia religiosa, mística e com corpos boiando pelo Ganges – para ser justa, vi apenas um, ao longe. Vale pelo resto da viagem.

Varanasi fica no estado de Uttar Pradesh:

De acordo com a Wikipedia, Varanasi é uma das cidades mais antigas do mundo e a mais sagrada do hinduísmo.

“According to legend, the city was founded by the Hindu deity Lord Shiva, several thousand years ago,[4] thus making it one of the most important pilgrimage destinations in the country. It is also a general belief that it stands on the weapon “The Trishool” (Trident) of Lord Shiva. It is one of the seven sacred cities of the Hindus. Many Hindu scriptures, including the Rigveda, Skanda Purana, the Ramayana, and the Mahabharata, mention the city.

Varanasi is generally believed to be about 3000 years old.[16] In fact, it is supposed to be the oldest city in the world, though Jericho also claims this title. Varanasi was an industry centre famous for its muslin and silk fabrics, perfumes, ivory works, and sculpture. During the time of Gautama Buddha (born circa 567 BCE), Varanasi was the capital of the Kingdom of Kashi. The celebrated Chinese traveller Xuanzang attested that the city was a center of religious and artistic activities, and that it extended for about 5 km along the western bank of the Ganges.”

Na primeira noite em que passamos na hospedaria, tivemos uma surpresa. Um ser nos esperava na varanda:

A hospedaria, onde acredito ter esquecido o Rides :(, ficava perto de um dos inúmeros ghats, o Scindhia Ghat.

Scindhia Ghat

Começo das escadarias que levam ao Rio Ganges

Havia um homem santo que morava no ghat. Uma noite, Erik e eu o vimos fazer massagem em uma vaca por horas.

Homem santo

Dia e noite as pessoas se jogavam no Ganges para se purificarem:

Pessoas se banham no Ganges.

Varanasi tem várias ruelas que levam aos ghats e a algumas avenidas. Ruas ao redor do Scindhia Ghat:

Mercado

Muitas vacas por Varanasi

E o que acontece quando as vacas de rua morrem?

Elas são carregadas e jogadas no… Ganges!

Os homens abaixo carregavam uma vaca que havia morrido. Eu e Erik os seguimos e vimos toda a preparação para deixar a vaca no Ganges. Eles ficaram bravos que eu tirei fotos, lógico. Era algo sagrado e importante. As vacas são puras e, portanto, podem ser jogadas inteiras no Ganges. Já os seres humanos devem ser cremados.

Homens carregam vaca morta.

De dia, pude ver como o nível da águas do Ganges havia subido por conta das monções. O pequeno triângulo abaixo é o topo de um templo:

Ghats alagados pelo Ganges

Essa é a pior é epoca para visitar Varanasi (agosto-setembro). Os ghats, a principal atração “exótica” para os turistas, estão todos alagados. Não deu para fazer o tradicional passeio de bote ao longo da costa para ver todos os ghats. A correnteza era muito forte e a maioria das escadarias e templos estavam embaixo d’água.

Templos em Varanasi

Mais ruas

4 comentários sobre “Cenas de Varanasi I

  1. Pingback: Cenas de Varanasi II: o ghat das cremações a céu aberto « ✈

  2. carolinecunha

    Este foi um post que me emocionou em alguns momentos. Diversas cenas fantásticas, como a que vc está com o homem santo. Que pessoa maravilhosa ele é! Engraçado que é notável no pequeno rosto dele, como mostra a foto. A que vc está numa escadaria com as vacas e uma mulher; a do Erik, as várias com vacas pelas ruas, a do macaquinho na varanda, a dos homens se banhando…todas muito bonitas. Que fotos!!! Saibam que vcs tiram excelentes fotos, viu?!
    Adorei!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s