Começa a jornada pelo Rajastão: cenas de Jaipur

O Rajastão fica no noroeste da Índia e é a região visitada que mais gostei. Cada parte da Índia é bem igual e diferente ao mesmo tempo. Guardam características comuns, mas têm tradições e costumes distintos. O Rajastão é uma área desértica, grande parte do estado é coberto pelo deserto de Thar. É uma terra com história ligada à realeza. Segundo a Wikipedia, Rajastão literalmente significa “terra de reis”, “terra de reinos”.

Comecei a jornada pela capital, Jaipur, que está no mapa acima. Aqui, mais um pouco de informação sobre a cidade:

Jaipur (Rajastani: जयपुर [dʒʌeɪ.pʊər]) é uma cidade da Índia, capital e maior cidade do estado do Rajastão. Durante o domínio britânico na Índia, Jaipur foi a capital do estado principesco de Jaipur. Tem cerca de 2.46 milhões de habitantes e foi fundada em 18 de novembro de 1728 pelo Marajá Sawai Jai Singh II, o governante de Amber, e é conhecida como “A cidade rosa”, já que em 1876 o seu marajá mandou pintá-la dessa cor, para a visita do Príncipe de Gales. Desde então a cidade é regularmente pintada.

Jaipur é a primeira cidade planejada da Índia, localizada nas terras semi-deserto de Rajastão. A cidade que outrora tinha sido a capital da realeza, conhecida como a Cidade dos marajás, é hoje a capital do Rajastão. A própria estrutura de Jaipur lembra o sabor dos Rajputs e das famílias reais. Atualmente, Jaipur é um importante centro de negócios com todos os requisitos de uma cidade metropolitana.

Raj Mandir (cinema)

Vale a pena ver um dos cinemas mais famosos da Ásia. O teto tem formato de merengue, de cobertura de bolo. Ir ao cinema é ato social importante para os indianos de Jaipur. A sessão era de domingo, blockbuster de Bollywood: Bodyguard.

O cinema estava lotado de pessoas que queriam ver e ser vistos. Os indianos têm um comportamento peculiar ao assistir filmes. Eles não controlam suas emoções e gritam, dão risada, interagem com os atores na tela, batem palmas, cantam, é uma festa.

Cinema Raj Mandir

O interior parece um casino:

Sala de cinema com teto em formato de merengue:

Cenas da cidade rosa

Hawa Mahal (Palácio dos Ventos)

Não me lembro o nome do templo

Tivemos que colocar um lenço na cabeça.
Jal Mahal (o Palácio das Águas)

Armadilhas
Lojas de artesanato, roupas e tecidos do Rajastão

Nosso motorista de rickshaw nos levou meio que forçadamente a essa loja de roupas e outros itens do Rajastão. A conversa é a mesma: o motorista tenta ganhar a sua confiança e te dá uma dica “super valiosa” de uma loja onde os preços são bons, uma loja “local”, onde muitos turistas não vão. É claro que isso não é verdade e o motorista provavelmente leva uma comissão sobre tudo o que você comprar.

Sala de costura cheia de retalhos. Ao serem perguntados onde conseguiam os retalhos, os funcionários explicaram que é tipo “doação” de coisas velhas, ou tecidos recolhidos por aí. Eu e minha mente cínica já imaginaram que, na verdade, os pedaços de tecido devem ser recolhidos por pessoas super exploradas que não ganham nada.

Sala de costura de loja de roupas e outros itens do Rajastão
Exploração de elefantes

Demorei um pouco para entender o que se passava. O motorista da rickshaw nos convenceu a ir ver uns elefantes que subiam e desciam o morro todos os dias para ir para a cidade. Ao chegar no lugar, entendi que na verdade os animais são mantidos ali para que turistas possam fazer passeios no lombo deles. Muito triste.

Correntes nas patas
Horror

Ao bater essas fotos, é claro que começaram a me pedir dinheiro. Dei no pé e encontrei essas crianças (que também me pediram coisas: batom, chiclete, chocolate…):

No centro da cidade, o Erik aproveitou para fazer a barba:

Em mais uma estação de trem após deixar Jaipur, aproveitei para experimentar uma balança muito engraçada, que revela o seu peso e a sua personalidade. Serviço dois em um. Elas estão espalhadas por todas as estações:

“Você é racional, confiável, gentil e sorridente.”

O peso saiu errado, então tentei mais uma vez:

“Você é popular, vivaz, atlética e graciosa.”

Nada mal. Agora o do Erik:

“Você é idealista, curioso, otimista e escandaloso.”

Crianças sempre querem tirar fotos:

Os trens estavam bem atrasados, então muitas pessoas esperavam nas plataformas. Uma das mulheres abaixo passou o tempo conversando e fazendo algo raríssimo de se ver na Índia: fumando. Ela escondia o cigarro feito à mão na saia.

Eterna espera

3 comentários sobre “Começa a jornada pelo Rajastão: cenas de Jaipur

  1. Pingback: Cenas de Pushkar: ruas e pessoas «

  2. Pingback: Cenas de Diu I «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s