Cenas de Jaisalmer I: o forte, as pessoas e as havelis

Depois de Pushkar, foi a vez de outra cidade muito bonita de cor mostarda, conhecida como a “Cidade Dourada”, no topo de rochas de arenito. Localiza-se no meio do Deserto do Thar ou Grande Deserto Indiano:

O mais impressionante, fora o deserto, é o forte que coroa a cidade. Quando o sol bate, tudo fica dourado mesmo. Há muito comércio e hotéis, pousadas, dentro do forte e escutei, por vezes, estórias de que o forte está se deteriorando, por conta da falta de estrutura para receber tantos turistas. Eu e Erik nos hospedamos dentro do forte, mas descobri que, na verdade, o politicamente correto é ficar fora dele, para que a destruição não se intensifique.

Forte de Jaisalmer
Cidade de Jaisalmer

Tentei praticar yoga para continuar com o hábito saudável.
Ruas dentro do forte

Há várias tribos distintas no Rajastão, e os adereços e a maneira de usar as roupas mudam.

Ruas da cidade fora do forte

Argolas nos braços

Jaisalmer também é famosa por suas havelis, mansões particulares com significância arquitetônica e histórica. Antes de chegar a uma das mais conhecidas, porém, encontrei pessoas reformando a rua em frente a uma dessas mansões.

As crianças também ajudavam:

Essa era a fachada da haveli:

Fachada muito trabalhada
Interior da haveli

Uma das havelis mais importantes da região é esta abaixo. Notem as características semelhantes entre as havelis indianas e as riads do Marrocos, às quais também são mansões antigas, agora transformadas em hotéis.

Eu e Erik nos divertimos muito com três amigos que conhecemos  em um safári no Deserto do Thar, mas este é o tema para um dos próximos posts.

Anúncios

9 comentários sobre “Cenas de Jaisalmer I: o forte, as pessoas e as havelis

  1. É sempre a mesma coisa, digo a mesma coisa, mas é verdade; as fotos dos posts são demais! Que cenas, que belas imagens!
    Nota-se realmente, principalmente pela terceira foto, que a cidade reluz dourada sim. As pedras que formam estas contruções parecem muito bonitas.
    Fiquei impressionada com a estética das havelis. Quanto luxo, quantas minúscias… são arquiteturas que quando nos deparamos na frente, acho que ficamos uns bons minutos observando não é?
    A última foto de vcs na janela do forte onde ficaram hospedados ficou uma graça; super original.
    As fotos do pessoal montando calçada, com crianças e mulheres também impressiona, assim como as que mostram a venda de alimentos em pleno chão da rua.
    Vc ficou muito “olha a boa vida que tenho” na foto do alto do forte fazendo yoga, viu?! haha

    Curtir

    1. UHAHUAHUAHUHU Boa vida na Índia… Mas foi dureza por lá, viu?
      Então, a foto da janela é, na verdade, na haveli, não no albergue.
      Eu adorei Jaisalmer, é muito bonita mesmo, muito cor de areia, cor dourada.

      Curtir

  2. Uma pena o forte está se deteriorando, uma construção tão antiga e bonita. Pelo menos vocês registraram, será uma relíquia, caso daqui alguns anos esta arquitetura não faça mais parte da paisagem de Jaisalmer.

    Curtir

    1. Assim, eu acho que o forte estará de pé por muito tempo, mas é a estrutura que não vemos que está se estragando rápido. O sistema de esgoto, por exemplo, é precário. As pessoas não sabem, mas não deveriam jogar papel higiênico no vaso. Esses problemas são derivados mesmo da exploração turística excessiva, sem infra-estrutura para isso.

      Curtir

  3. Pingback: Cenas de Jaisalmer II: os templos jainistas e os morcegos «

  4. Pingback: Cenas de Jodhpur I: a cidade azul «

  5. Pingback: Cenas de Udaipur I: arte e o maior turbante do mundo «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s