Cenas de Mumbai III: a profunda disparidade indiana

Como prometido no primeiro post da série Mumbai, aqui vai um pouco do  mostrado no filme “Quem quer ser um milionário?”, mas real. Não é a primeira vez que posto fotos mostrando a miséria indiana, mas Mumbai é singular por abrigar tanta riqueza e pobreza juntas, lado a lado. Seria comparável a São Paulo e Rio de Janeiro. É um grande paradoxo, mas faz parte da paisagem de Mumbai e se torna comum, normal.

Há ruas amplas, arborizadas:

Na mesma rua:

Ali por perto, fica o Dhobi Ghat, no bairro de Mahalaxmi. “Dhobi” é a palavra usada para designar a pessoa especializada em lavar roupas e “ghaat” todos já sabem, é o lugar onde se lava roupas ou a si mesmo. Dhobi Ghaat é simplesmete a maior lavanderia a céu aberto do mundo. É lá que diariamente indianos lavam e passam milhares de peças.

É impressionante!

Dhobi Ghaat

Também na mesma região, fica a mesquita Haji Ali, importante para a população muçulmana da cidade. A mesquita fica nas águas do Mar Arábico. A caminho da mesquita:

 

Mesquita Haji Ali

Mumbai é assim, sintetiza perfeitamente o abismo social na Índia.

De Mumbai fomos para o lugar que eu sempre acreditei que fosse visitar. Lembro-me de muitas vezes dizer, quando estava no colegial, que iria morar em…… Goa! Foi o lugar preferido dos hippies na Índia há décadas atrás.

Anúncios

4 comentários sobre “Cenas de Mumbai III: a profunda disparidade indiana

  1. Falou e disse: “Mumbai é singular por abrigar tanta riqueza e pobreza juntas, lado a lado. Seria comparável a São Paulo e Rio de Janeiro.”… Sensacional a foto do prédio luxuoso e a favela logo abaixo. Vemos muito disso aqui em SP.

    Curtir

    1. E foi exatamente o que você comentou no outro post também, sobre o grande contraste que essa cidade representa. E essas diferenças não estão escondidas, disfarçadas, mas bem expostas.

      Curtir

  2. Este post me impressionou e me maravilhou…Realmente uma grande disparidade, onde impossível conseguirmos co-relacionar os fatos.
    As fotos dos pombos, do menino de costas, e das vacas, nesta mesma sequencia, achei maravilhosas. E depois todas que se seguem…fantásticas também.
    Cada foto, um retrato fiel e descritivo da “real” India. Parabéns!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s