Trabalho de verão na Noruega

Eu gosto bastante da minha rotina aqui em Ålesund. Trabalho bastante, não importa o dia da semana, isso inclui sábados e domingos. Quando estou de folga, me arrumo e vou passear, como o fiz quando fui até a fellstua. Trabalhar é mesmo, sem dúvida, o que mais faço por aqui. Hoje trabalho na cozinha e na lanchonete de um asilo de velhinhos (meio hospital mesmo), chamado Giske Omsorgssenter (Centro de Saúde de Giske) que fica na ilha de Valderøya. Mas antes de começar no asilo, tive outras duas experiências: garçonete e vendedora de morangos.

Não foi difícil encontrar trabalho aqui em Ålesund. Tem muito. Eu comecei a mandar currículos ainda na Suécia e de lá consegui o trabalho de vendedora de morangos em uma barraquinha que ficava neste shopping center, em uma outra região, Moa:

Shopping center de Moa
Vista a partir do shopping

Eu tive um dia de treinamento e só, nem cheguei a começar de fato, pois acabei arranjando o trabalho no centro de saúde, com salário maior e mais horas. Antes do treinamento dos morangos, porém, trabalhei um dia inteiro em um restaurante bem no centro de Ålesund, Lyst. Cheguei aqui no domingo 24 de junho e, no dia seguinte, já estava no restaurante, pronta para o dia de experiência. Não deu certo, acharam que a língua atrapalhava muito, já que eu não falo norueguês. Eu me atrapalhei com algumas coisas também, já que nunca tinha trabalhado como garçonete. Mas valeu pela coragem de ter ido dar as caras em um restaurante norueguês.

Restaurante Lyst

Bom, voltando ao trabalho onde acabei ficando, trata-se de um asilo que mais parece um hospital. Eu fui contratada para trabalhar na lanchonete a maior parte do tempo, mas acabei trabalhando mais na cozinha.

A cozinha é industrial. Fazemos comida para todas as unidades, outros lugares onde velhinhos vivem e também para os que vivem em suas próprias casas, mas recebem visitas de enfermeiros. Eu sou assistente de cozinha, então não cozinho de fato. Isso quem faz é chef e as assistentes mais antigas. Eu basicamente passo o dia embalando comida em sacos plásticos ou embalagens individuais e lavando louça, limpando. O primeiro dia foi horrível, pois eu tinha nojo de tudo. As comidas são diferentes, tudo leva muita manteiga (eu detesto) e fica aquele cheiro no ar, misturado com vapor de água. Tem também a questão da carne. Eu não me importo tanto de lidar com isso, mas às vezes, quando você está fatiando uns 30 quilos de lombo de porco, sobe aquele ar de sebo. O problema todo é o cheiro de sebo. E também o fato de que muitas comidas parecem um vomitado. Agora tudo está melhor, já me acostumei e até gosto do cheiro de bacon no ar, heheh… Melhor que de manteiga.

As pessoas são muito legais, é um time bom mesmo. Todas muito amigáveis, receptivas, simples. O horário é das 7 às 14.30, mas eu sempre entro às 7.45, pois vou junto com o povo aqui de casa, de carro. O trabalho é duro, braçal, repetitivo, é a primeira vez que tenho um trabalho assim na vida. Juntei-me à classe trabalhadora com muito orgulho.

Corredor do subsolo, onde fica a cozinha.
Cozinha
Máquina de lavar pratos industrial
Passo o dia embalando comida nessas máquinas.
Panelas gigantes
Fornos gigantes
Batedeira gigante
Fogão gigante
Geladeira gigante

Tudo é bem grande na cozinha.

Outra parte do meu trabalho é a lanchonete. Tenho trabalhado lá aos finais-de-semana e, às vezes, durante a semana. Lá o horário é diferente: das 9.30 às 17.30, mas ainda assim eu vou junto com os outros suecos da casa e chego duas horas mais cedo. Aí tenho que dormir no sofá da lanchonete até as 9.30.

A lanchonete não é, assim, um café divertido. É uma lanchonete onde a maioria dos frequentadores é parente dos velhinhos. Trabalho divertido, não? Lanchonete de asilo. Eu sirvo almoço todos os dias, além de saunduíches, salada de macarrão, bolo etc.

Lanchonete

Eu vendo, também, svele (ísvéle; plural sveler), um tipo de panqueca norueguesa. A massa é feita na cozinha. Eu só acrescento três ingredientes e bato um pouquinho à mão. Depois, pego uma concha e tenho que delicadamente colocar a massa líquida em uma chapa gigante. Imaginem o desastre das primeiras vezes.

Primeira vez que preparei sveler
Desastre

Tive que começar de novo nesse primeiro dia:

Eu também tenho que esquentar um milhão de refeições que eu embalo na cozinha para que o motorista entregue nas casas dos velhinhos que não moram no asilo:

Vista da lanchonete:

Entrada

O trabalho na lanchonete é bem calmo na parte da tarde (as coisas são meio mortas por lá, hehe) e dá para ler bastante. Também faço uma pausa para um café na parte de fora (acima). Vista:

O salário é excelente e eu fiquei muito feliz de ter arranjado esse emprego de verão.

Anúncios

17 comentários sobre “Trabalho de verão na Noruega

  1. the veggie brunette

    You are just awesome, that’s all! 🙂
    Cope with whatever work is around in whatever country you end up! Keep it up Camila, keep it up!

    Curtir

  2. Nossa, lembrei muito de quando eu fiz estágio em cozinha industrial na faculdade…eu trabalhei na Dow Química, e era exatamente como vc falou…trabalho duro, repetitivo, aquele cheiro de comida que fica na roupa e no cabelo! Mas a hora passava bem rápido…só faltou a toquinha no cabelo na hora de cozinhar!!! Não fica fashion, mas é mais higiênico rsrs
    Agora imagino como vc se atrapalhou trabalhando de garçonete hauahuah deixou cair algo? Derramou nos clientes???

    Curtir

    1. Eu lembrei de você também, Pam… Pensei que eles estão precisando de uma nutricionista aqui, pois a comida é tão gordurosa, não é saudável… Mas deve ser porque os velhinhos comem pouco.
      Não deixei nada cair, mas me confundi um pouco e não sabia nada, o nome dos refrigerantes, o valor das moedas, hehehehe…

      Curtir

  3. É tudo tão limpinho! Que bom saber que existem lugares assim, pois há muitas cozinhas que dão nojo só de entrar. Achei muito legal onde as opções do cardápio estavam escritas, em pratos! Muito bom saber que esta experiência valeu à pena. Sempre aprendemos algo novo, mesmo que seja em um trabalho mais braçal.

    Curtir

    1. Com certeza! Acho que neste trabalho aprendi coisas muito mais valiosas que em outros que já tive. Eu deveria escrever umas reflexões sobre velhice, vida e morte por aqui (já que trabalhei em um asilo), mas agora está tudo bem corrido. Quem sabe no avião, em um caderninho.
      Tudo é muito limpinho mesmo, a estrutura é excelente, sem comentários.

      Curtir

  4. Amei ver todas as fotinhos, e ler o texto deste post! Tava louca pra ver tudo dos trabalhos que vc arrumou…
    Ah, só fiquei sabendo por aqui que vc chegou a ficar um dia como vendedora de morangos, como garçonete no restaurante…
    As fotos que vc saiu fazendo sveler estão demais…os primeiros saíram como omeletes bem revirados, já os demais, vc reparou como já ficaram perfeitos? Vc tava linda nas fotos; o avental acinturado alto ficou uma graça!
    O cozinha tanto quanto a lanchonete que vc trabalha são lindos, limpos, organizados…dá até prazer trabalhar em um lugar assim. Gostei de conhecer a estrutura gigante da cozinha. A lanchonete uma gracinha, bem arrumadinha, clean. Deve ser legal atender aos parentes destes velhinhos!
    Dava tudo pra ver vc trabalhando em ambos, o jeito de atender, o que vc falava, como tratava os clientes, como colocava as coisas na mesa, como tirava…

    Curtir

    1. Eu sei que você queria ser uma mosquinha lá na lanchonete. Mas olha, o trabalho era bem pesado, viu. Tinha dias que era chato, mas eu curti, sim. Foi uma experiência edificante.

      Curtir

  5. Pingback: Retrospectiva 2012 I «

  6. Pingback: Retrospectiva 2012 II «

  7. Pingback: O inferno da busca por um emprego |

    1. Oi Henrique!

      Olha, eu trabalhei em Ålesund no verão passado (jun.-ago.12) e não sei se precisam de cozinheiros agora. Sei que, na verdade, eles sempre precisam de ajudantes de cozinha nessa época, pois muitos saem de férias, além de auxiliares de enfermagem.

      Para onde você gostaria de ir?

      Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s