Road trip na Irlanda: a ponte do precipício

Depois de andar pelo caminho do gigante, era a vez de andar na corda bamba. Explico. Há poucos quilômetros do Giant’s Causeway, antes mesmo de chegar lá, fica uma outra atração bem visitada, muito pelo aspecto “perigoso” da façanha: uma ponte antiga feita de corda chamada Carrick-a-Rede, que liga a terra firme a uma ilhota de mesmo nome, Carrickarede. Assim, tanto o Giant’s Causeway quanto a ponte Carrick-a-Rede ficam nesta região, bem ao norte:

O caminho, para variar, era lindo:

De carro, há que pegar uma estradinha que leva ao estacionamento e portão. Dali, é uma boa caminhada de uns 20 minutos até chegar à ponte.

Entrada da estradinha

É depois deste portão que se começa a caminhada:

Portão

O que o Erik estava lendo ali? Ele leu que essa ponte foi construída por pescadores de salmão há muito tempo; mas, provavelmente por conta de pesca predatória, os peixes desapareceram, assim como os pescadores.

O cenário durante a caminhada é lindo também, bem dramático:

Claro que eu e Erik estávamos atrasados. Fomos os últimos a serem aceitos na fila para andar pela ponte, que é suspensa a 30 metros acima do mar. Bem alto. Neste ponto, infelizmente, todas as minhas baterias já tinham morrido. Então tive que buscar algumas imagens para mostrar aqui. Basta clicar em cada uma para ser levado à fonte.

Ponte de corda de Carrick-a-Rede

Tem cavernas por perto, parece um cenário de piratas.

Andei aqui. (fonte)

Acaba aqui a viagem pela Irlanda do Norte. Logo, a outra Irlanda independente.

 

Anúncios

7 comentários sobre “Road trip na Irlanda: a ponte do precipício

  1. Dayane Andrade

    Amazing! Que lugar magnífico, Camis. Pena que a bateria da sua câmera tinha acabado, mas as fotos que deixou como referência são sensacionais.

    Curtir

  2. Noooossa amei! Que cenário…realmente belíssimo! Como pode este mundo ter tantas maravilhas inacreditáveis para ver????!!!! Adorei o “cenário de pirata” 😉
    Confesso, que eu teria medo, mas não deixaria passar esta oportunidade….
    Uma pena imaginar que já houve peixes nesta região e que tudo acabou.
    Ahhh, ela balançava?

    Curtir

  3. Pingback: Perguntas de janeiro 2013 |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s