Visita à “cervejaria” Guinness II

Na continuação da visita à “cervejaria” Guinness, o segundo plano do prédio apresenta o processo de fabricação da cerveja passo-a-passo.

Torrefação

Moagem

Maceração

Tanque de maceração
Fervura

Fermentação

Tanque de fermentação
Maturação

Vale lembrar que tudo era de mentirinha, apenas para mostrar os passos da fabricação.

Depois da fabricação e de um vídeo institucional sobre beber com responsabilidade e a popularidade de Guinness mundo afora, há uma exposição com material de merchandizing da marca, além de pôsteres, copos e mais uma infinidade de objetos.

A harpa símbolo da marca

Abaixo, um texto explica que médicos costumavam prescrever Guinness a seus pacientes doentes, para dar uma “sustância” – mais ou menos como a estória da Caracu brasileira, não?

“Uma Guinness por dia. Guinness faz bem a você.”

No último andar do edifício, fica um bar com uma vista panorâmica linda de Dublin: o Gravity Bar. É lá que você ganha um pint muito bem tirado dessa stout.

Gravity Bar na Guinness Storehouse
Pints bem tirados

Eu adoro ver a cascata nos copos (esse efeito da espuma de Guinness, devido ao nitrogênio):

Ao sair da Guinness Storehouse, tive uma experiência muito mais genuína em termos “cervejeiros” ou de cultura irlandesa. Encontrei, sem querer, o pub mais antigo do país e, por sorte, estava lotado, com música típica ao vivo. Erik e eu não ficamos lá por tanto tempo, pois chegamos mais ao fim. Uma pena. Recomendo muito.

The Brazen Head – o pub mais velho da Irlanda

Apesar de essa questão de “experiência genuína” ser uma ilusão quando se faz turismo, foi quase o mais perto que chegamos da cultura de lá. E assim termina a viagem pela Irlanda independente. Eu adorei as duas Irlandas e quero voltar. Próxima parada: Estados Unidos.

Anúncios

14 comentários sobre “Visita à “cervejaria” Guinness II

  1. Bem contraditório o cartaz “A Guiness a day” e depois um vídeo sobre beber com moderação hauhauha, se todos parassem em 1…
    Engraçado como esta coisa de médico prescrever cerveja é um tabu…o pai de uma amiga minha teve uma infecção urinária grave e o médico recomendou cerveja huahauhau em off claro

    Curtir

    1. Sempre em off, né? Sabe que o Erik me contou, um dia, que existe uma doença bem séria dos intestinos, acho que é síndrome de Chron’s e que os médicos recomendam, em off, que os pacientes não parem de fumar se já tem esse hábito. Isso porque, aparentemente, o cigarro ajuda a combater essa doença grave. Mas apenas essa, né.

      Curtir

  2. Lindo o pub antigo, por fora e por dentro! Que pena mesmo vcs não terem podido sentar por mais tempo, ouvir a música local em um ambiente completamente pitoresco… Mas acredito que deve ter dado pra sentir aquela sensação de realmente estar na Irlanda, não é?
    Vc saiu liiiiinda na foto coma cerveja na mão. Uma pele ótima, uma sombrancelha linda, tudo muito bonito.
    Gostei de conhecer a cervejaria. Foi um post tão bem explicativo e com tantas fotos, e seus passo-a-passo, que deu a quem não foi, a mesma impressão de estar lá.

    Curtir

    1. É, eu tive uma sensação mais forte de “estou na Irlanda” quando fui a esse pub.
      Olha, a pele saiu assim bonita porque eu tinha acabado de tomar banho. Não tem nada como banho, hidratante e maquiagem para dar esse acabamento lustroso.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s