Onde eu quero definitivamente morar: Los Angeles

Começo agora a parte sobre a Califórnia, na verdade, sobre a única cidade que visitei nesse estado: Los Angeles. Eu amei essa cidade. Já escrevi aqui que gostaria de morar ou no SoHo ou em Greenwich Village, em Nova York, mas isto temporariamente, por uns dois anos. Onde eu gostaria de morar mesmo é na ensolarada e linda Los Angeles.

Há um feeling no ar que é difícil de explicar. Faz muito sol e o tempo é seco, já que Los Angeles fica em um deserto banhado pelo mar:

Faz tanto sol que tudo é meio dourado. O clima não varia muito, assim o inverno, segundo soube, é super ameno. A poeira levanta e o cabelo fica bonito, meio seco, bem despenteado. Dá para entender por que a Califórnia era o lugar para se estar na década de 60.

A parte ruim é que Los Angeles é uma cidade para carros. É na verdade um conjunto de bairros afastados e demora bastante tempo para se deslocar de um lado a outro. É quase como ir a uma outra cidade. Os bairros são interligados por estradas ou avenidas bem amplas. As pessoas são amigáveis e há muito o que se fazer. A comida é uma delícia, fui a restaurantes diariamente, para almoço e jantar. Como há muitas estrelas que moram em Hollywood, que é um bairro de Los Angeles, entre outros cantos, há uma preocupação grande com a estética e a saúde. Os mais novos modismos e tendências, nessa área, geralmente começam lá. Um exemplo:

Vegan food is in mainstream in Southern California

Daqui há uns 20 anos, os restaurantes comuns de SP talvez comecem a servir opções vegan.

Um dos melhores amigos do Erik e uma das razões para a nossa visita aos Estados Unidos mora no centro de Los Angeles. Ele se chama Seth. Erik e eu nos hospedamos no apartamento dele por duas semanas. Fizemos muitas coisas legais, principalmente comer, hehe… É ótimo ter alguém que conheça bem a cidade, assim não se perde tempo com o que não vale a pena.

Centro de Los Angeles
Centro de Los Angeles

Vista da janela do Seth

Lá se vê muita gente simples, moradores de rua que levam os pertences em carrinhos de supermercado… Há muita pobreza nos Estados Unidos.

Entre os nosso programas bem burgueses, fomos a uma vernissage:

Seth

A blusa acima é mais uma da coleção “peças com memória“. Comprei em Los Angeles mesmo.

Anúncios

21 comentários sobre “Onde eu quero definitivamente morar: Los Angeles

  1. Logo percebi o cartaz que diz yoga. Outra tendência de saúde que deve ter muuuuito por lá né?
    Camis, que chique ir em Vernissage! Aliás, você está tão elegante, o cabelo, a maquiagem e a blusa. Tudo perfeito, achei muito estilo vernissage mesmo, está linda =)
    Que cachorro mais fofo!! De quem é?

    Beeeeijos

    Curtir

    1. Obrigado! 🙂

      Eu tinha acabado de fazer o cabelo em um salão lá em LA, então estava daquele jeito, suuuuuper liso escorrido por causa da finalização com chapinha. Então eu decidi fazer esse rabo de cavalo bem preso atrás, fica chique.

      O cachorro não tinha um olho. 😦 Era de um casal meio doido que o tinha adotado e o levaram para a vernissage, o que eu acho bem impróprio. Ele estava tremendo de medo.

      Curtir

  2. Valéria H.

    Acho que uma coisa legal que já é feita, é que a maior parte dos restaurantes especifica o que é opção vegetariana, então pelo menos você pode ter certeza 🙂 Eu estou me preocupando mais com alimentação ultimamente, por isso tenho reparado um pouco e não sou vegetariana, mas tenho procurado comer menos carne. Estou falando aqui em comida e você viu que um “top post” seu é a lasanha de berinjela? Nossa, que demais, várias pessoas devem querer saber como faz 🙂 Quando você estiver na sua casa novamente, poderia ensinar mais coisas, pq é meio complicado mesmo saber cozinhar opções vegetarianas bem gostosas! Eu estudei em escola adventista e eles não comem carne, então havia salgados de soja na cantina, eu me lembro de pensar que eles podiam ser melhores… hehe… Outro dia vi no supermercado hambúrguer de soja, havia sabores diferentes, como orégano, achei legal, pretendo comprar quando der aquela vontade de comer um lanche 🙂
    Bom, o post é sobre LA e estou falando sobre comida. Acho que é uma obsessão minha! A Lou já reparou na yoga, eu só fico falando de comida… hehe Bom, tbm outro “top post” é sobre reciclagem! Que legal, hein? Muitas pessoas têm curiosidade sobre como melhorar nesse aspecto, eu mesma tenho 🙂 Achei super legal aquele seu post sobre como essas coisas funcionam na Suécia.
    Voltando ao post novamente… Muito chique a vernissage, estava legal mesmo? Fiquei intrigada com a presença do cachorro tbm, mas vai que era do artista, né?
    Bjinhos, Camis!

    Curtir

    1. Valéria, só li este comentário hoje! Acho que havia se perdido aqui na lista de comentários não lidos.

      Olha, não importa que você não está comentando o post de fato, mas sim, falando sobre comida. É isso o que eu gosto e quero que aconteça: que os posts suscitem conversa, discussões, não importa sobre o quê.

      Que bom que está comendo menos carne! Eu sou interessadíssima também em comida e tudo relacionado a isso. Eu tenho uma conta no Delicious, rede social de salvar links online, onde eu salvo vários links de receitas. Eu passo muito tempo cozinhando, fazendo compras, preparando o cardápio da semana e lendo sobre comida. Adoro!

      Experimente, mesmo, opções vegetarianas. Você vai gostar. Uma das piores coisas é essa mentalidade de “ou uma coisa ou outra”. Ou seja, não vegetarianos não comem nada vegetariano. Ou você é ou não é vegetariano. Eu acho que uma atitude mais saudável é consumir coisas vegetarianas que você goste, mesmo que você não seja vegetariana. Experimentar e descobrir coisas novas é uma delícia!

      O negócio é entender que comida vegetariana não é ruim, pelo contrário, é uma delícia! A questão é saber cozinhar. Muita gente não sabe e aí saem umas coisas bem ruins, e aí toda a cozinha vegetariana leva a pecha de ruim. Sem contar que há muito o que se comer em termos de ingredientes, então aquela história de que vegetariano só come salada é um mito também.

      Vou, sim, postar mais sobre comida também, dicas e receitas.

      Curtir

  3. Não tenho o que dizer sobre este post, somente que vc me deixou ainda mais aguçada em querer conhecer Los Angeles, um lugar que sempre tive interesse em ir. Parece lindo, e como bem te conheço, consegui “pegar” um pouquinho da atmosfera que vc tentou passar sobre lá.
    Extremamente chique vcs terem ido a um vernissage! Que bacana! Legal ter nos apresentado o Seth em uma das fotos.
    E quero comentar com muito entusiasmo, o quanto apreciei seu look. Vc estava perfeita para a ocasião. Conseguiu unir classe, elegância e ao mesmo tempo um ar contemporâneo. A blusa é de uma composição de cores, estampa e modelo que adorei! Junto com o cinto e a saia preta ficou perfeito. Achei que vc arrematou muito bem com uma única pulseira delicada de pérolas (que é muito moderno fazer isso), e por estar sem brincos e com o cabelo preso. Mas sabe o que antes do rabo de cavalo ficaria mais legal vc ter feito? Um coque baixo, com topete da raiz do cabelo até o começo do coque – sabe quando fica todo o cabelo levantado com volume central? Adoro quando vc faz looks mais “mulher”…
    A foto de vc com o puculinho no colo sem o olhinho achei lindíssima, e fofíssima.
    Camila, não se esqueça de nos próximos posts tirar mais fotos de vc com o Erik, e do look por inteiro. Nós queremos isso, viu?!

    Curtir

    1. Nossa, Carol, que comentário detalhado. Como sempre, hehehe… 🙂

      Eu sabia que você ia gostar bastante desse look. O cabelo está assim porque eu tinha feito o tratamento na mesma tarde. Como foi finalizado com chapinha, ficou aquele cabelo escorrido que eu não gosto e não fica bem em mim, você sabe. Eu não podia fazer esse penteado que você sugeriu – que adoro, bem Gwen Stefani – porque marcaria o cabelo. Então eu tive essa ideia de fazer o rabo simples bem puxado, fica chique.

      Eu estava, sim, com brinco, mas um só. Aquele fio de prata que você conhece. Então, rabo de cavalo + fio de prata.

      A blusa é da Forever 21, comprei para mim quando comprei a sua. Vi e gostei na hora. Ela tem um estilo bem 60.

      Pode deixar, vou tirar mais fotos de nós dois juntos. É difícil, pois sou eu quem tira fotos.

      Curtir

  4. Pingback: Malibu «

  5. Assim como o post sobre NY, vc conseguiu passar o clima e espírito do local. Também como em NY, LA parece ter todo o glamour que vemos nos filmes,
    Concordo com a Carol, vc estava absolutamente lindíssima no vernissage! Aliás como vcs foram? Conheciam alguém?
    Agora sobre a dica de penteado da Carol…sempre quis fazer esse topete Gwen Stefani (adorei a comparação) mas não sei como :/// alguém tem o passo-a-passo?????

    Curtir

    1. Então, foi o Seth que conhecia alguém, que tinha amigos que íam também. Foi legal, mas as fotos, os quadros, não eram tão bons assim.

      Eu faço muito esses tipos de topete, mas me viro mesmo, nunca fica igual. Eu improviso, mas quero aprender a fazer direito também.

      Curtir

  6. Pingback: Um luxo de surpresa: The Cosmopolitan, Las Vegas «

  7. Definitivamente Los Angeles não é o lugar para eu morar “Faz muito sol e o tempo é seco”. Eu preciso de um pouco de umidade e friozinho…hehehe. Tirando o clima, parece mesmo ser um lugar muito agradável e o comércio está bem a frente dos brasileiros, afinal aqui dificilmente achamos restaurantes com cardápios vegetarianos… Adorei o rabo de cavalo bem preso, super chique! A blusinha também!

    Curtir

  8. Oi Camila..
    Adorei o post..
    Estou conhecendo melhor Los Angeles, e até já procurando apartamentos possíveis pra quando eu for morar por lá.

    Ano que vem irei apenas como turista, uns 15 dias no máximo, mas pretendo levar minha carreira pra lá.

    Em Los Angeles, é cheio de Wanna Be, e sei que serei apenas mas uma atris em busca de trabalho, mas enfim, estarei na luta.

    Você sabe qual bairro seria melhor pra estar mais perto dos lugares de teste, pra se saber mais as fofocas sobre testes, agencias, etc? Seria por Hollywood ou Beverly Hills mesmo, né?!

    Beijos, obrigada pelo post.

    Curtir

    1. Oi Carolina!

      Muitíssimo obrigada pelo elogio, significa muito para mim. Olha, tem que ter coragem para tentar esse sonho, né? Na verdade, eu sei um pouco sobre isso, não no sentido da sua profissão, mas no sentido de começar do zero em um país novo. Não é fácil, mas é possível. Por isso, se você está se sentindo segura disso, vá mesmo. Com a cara e a coragem. Se não tentarmos algo, aí é que não dá certo mesmo, não é?

      Olha, eu não sei muito dessa carreira artística, onde é melhor para testes e tal, mas sei que West Hollywood e Beverly Hills são de fato os bairros onde as estrelas moram/se divertem.

      Boa sorte por lá e sinta-se à vontade para voltar por aqui no blog.

      Curtir

  9. Pingback: Os números de 2013 |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s