A neve e eu

Aqui na Suécia neve é o que mais vemos no inverno, fora pessoas vestidas de preto. Muitas pessoas me perguntam sobre o inverno e as baixas temperaturas, se é difícil suportá-los. É claro que sim, principalmente pela pouca luz que recebemos aqui nesse período. O pior mesmo é não ver o sol por muito tempo. É o anoitecer às três da tarde. Por outro lado, minha vida está mais ligada às estações do ano, o que é muito interessante. Há uma diferença nas atividades feitas, nas roupas, na hora, no sorriso, na alma, no espírito.

As temperaturas muito baixas não são um problema. Eu devo admitir que adoro ver a página da previsão do tempo cheia de temperaturas negativas de dois dígitos. É tão surreal que se torna uma aventura sentir o toque do frio de -20C no rosto. O que é ruim é ter que vestir o mesmo casacão preto até o joelho por meses a fio. O mesmo se dá com a neve, só que melhor.

Na Inglaterra, minhas amigas não acreditavam quando eu dizia que amava neve. Neve é uma das coisas de que gostei mais aqui na Suécia. Eu amo neve. De verdade. A neve é linda, tudo fica branco e reflete mais luz. A neve traz calma e reflexão. A neve traz o silêncio, mas também o ruído característico dos flocos grandes caindo rapidamente. A neve é divertida, é mais legal caminhar quando há neve nas solas dos sapatos. A neve se acumula e muda a paisagem. O mundo parece totalmente diferente depois de uma tormenta. Eu, sempre curiosa por fenômenos meteorológicos, não saía da janela quando havia tempestade de raios, nuvens carregadas e chuva pesada em Santos quando mais nova. Não mudei e continuo à janela quando começa a nevar, sempre esperando por muita neve.

A neve ruim é aquela já meio negra de sujeira, meio derretida, que deixa as ruas e as calçadas melecadas. Por isso, quem vive em país de invernos rigorosos, sabe que é melhor que esteja mais frio mesmo. Assim a neve não derrete, fica sendo a “neve boa”, aquela que é como areia, só que fria. Gosto de ver os flocos caírem na manga do meu casaco. Gosto de pegá-la e de pisá-la.

Quando está nevando bastante, é difícil não querer dar uma volta no quarteirão para sentir os flocos caírem no rosto e ver a tempestade. No fim-de-semana retrasado, eu e Erik saímos de casa e fomos até o rio justamente para isso. Já mostrei muitas fotos dos invernos cheios de neve nos outros anos, mas ainda não mostrei como é quando está nevando (muito) onde moro. Eu queria tentar registrar os flocos. Ainda daqui de dentro do apartamento, acho que consegui. Não me preocupei em fazer boas fotos, apenas queria mostrar os flocos e a tormenta.

DSC08040

DSC08046

DSC08044

DSC08041

DSC08042

DSC08043

DSC08047

Em frente ao jardim na parte de trás do prédio. Dá até para ver as minhas janelas, as duas do andar de baixo à esquerda:

DSC08066

Cada floco é mesmo diferente um do outro.

muttssnow

DSC08069

Chegamos ao rio, havia poucas pessoas.

DSC08081

Os patos, porém, estão aqui neste inverno.

DSC08072

DSC08073

Eles vivem na neve. É engraçado ver a neve se acumular na casaca deles.

DSC08079

DSC08078

DSC08082

DSC08086

DSC08094

Acima de tudo, é a duração do inverno a verdadeira dificuldade. O inverno aqui não dura três meses, mas em torno de sete, oito. Logicamente, as temperaturas sobem e não há neve durante todo esse tempo, mas tampouco faz calor. A neve ao menos faz tudo ficar bem bonito.

Anúncios

11 comentários sobre “A neve e eu

  1. Come on, it’s just 4,5 months winter here 🙂 7 months of winter happens somewhere around Sundsvall 😀 And actually we are already in the rising part of the sunny hours, the sun does not set before 16.30 – and that’s awesome compared to December, when it indeed disappeared at 15.00 😦

    Curtir

    1. I know, it’s 15 to 20 minutes of extra sunlight everyday! 🙂
      Well, when I say it’s around 7 months of winter here, I have a Brazilian perspective in focus. Where I come from, it’s winter when it’s +17, 18 C, our temperatures here in May, June. That’s why it becomes 7 months, ‘cause for most brazilians reading this, this is winter.

      Curtir

  2. Amei seu post! Eu não havia percebido a sua paixão pela neve. Sempre imaginei que não gostasse, pois sei que o inverno é bem difícil para você. Muito lindo todo o seu sentimento com a neve, toda a sensibilidade para sentir e apreciar um fenômeno tão magnífico da natureza. As fotos ficaram ótimas! Deu para ver os flocos caindo, chuva de neve! As suas no meio da tempestade, com os patinhos, ficaram lindas. Muito bom compartilhar conosco este sentimento, agora fico mais feliz em saber que algo do inverno rigoroso daí te faz bem. Beijos e muita saudade.

    Curtir

    1. Obrigado, Day! Pois é, pensando em todos os conselhos que você me deu sobre terminar ou não o blog, percebi que havia muitas coisas a contar ainda, coisas que vocês que lêem o blog não imaginariam. Como eu adorar neve, por exemplo.

      Olha, Day, vivendo aqui, acho que já aprendi que só a natureza salva.

      Beijos e muita saudade também!

      Curtir

  3. Ahhh, eu também amo a neve e também fico na janela observando. Eu lembro um dia que acordei e estava nevando. Acordei o David e falei que estava nevando e fiquei na janela. Ele voltou a dormir e depois de um tempo acordou: “Você ainda tá na janela vendo a neve cair??” hahaha. E foi assim todas as outras manhãs que nevou 🙂
    Eu adoro ver tudo branco, é tão mágico! Mas tenho que admitir que não invejo o inverno sueco. O inverno daqui já é suficiente pra mim e estou feliz que tá escurecendo no horário normal novamente hehe

    Curtir

    1. É tão legal, né? Eu adoro passar um tempão olhando pela janela. Olho pela janela muitas vezes ao dia, mesmo quando não está nevando. O Erik é assim como o David também. Eu tenho que fazer ele levantar a bunda do sofá para ver flocos de neve gigantescos, por exemplo.
      E as fotos? Saem tão bonitas quando tudo está branco.

      Curtir

  4. Parabéns pelo registro dos flocos de neve! Acho que vc conseguiu mostrar muito bem a idéia que vc queria passar no post. As fotos ficaram mto lindas, em especial a sua sorrindo ao ver os flocos caírem.
    O ruim do inverno de vcs é anoitecer cedo né? Meu humor é facilmente alterado pelo sol e pela beleza do dia. No horário de verão daqui eu fico meses chegando em casa super feliz por ainda estar claro e puta da vida qdo temos que voltar para o horário normal.

    Curtir

    1. Pam, você não imagina como o sol é importante para a gente. Eu não sabia disso até chegar aqui e demorei um tempo para perceber. A diferença no humor e na depressão é nítida. No inverno, quase todo mundo fica meio deprimido, eu muito, inclusive. Você se sente sem energia, pesada. Bate uma tristeza grande e você fica com cara de doente.

      Eu me lembro bem do horário de verão daí. Eu adorava voltar de SP e ainda aproveitar o dia claro. 🙂 Tão bom, né? Dá a impressão que a gente faz algo da vida além de trabalhar. Eu sempre gostei do horário de verão, escurece e amanhece mais tarde, bem no meu estilo, hehe.

      Aqui, no pico do inverno (nov-dez-jan) escurece às 3 da tarde. É dureza.

      Curtir

  5. Eu adoro contemplar a natureza. Sempre que posso faço isso. Este fim de semana, por exemplo, fiquei assistindo a tempestade de verão. Ver as gotas da chuva, o vento, sentir a brisa, isso é muito bom! Faz bem para a mente, para o coração. Gosto de contemplar a lua e as estrelas, sempre faço isso, apesar de o céu paulistano não ajudar muito…. hehehe. Concordo com você, só a natureza salva!
    Beijos.

    Curtir

    1. Que bom que você também gosta disso. É uma cura para a alma, é isso que sinto. Nossa, você falou da tempestade de verão, me bateu uma saudade do vento, do cheiro da chuva, daquele calor que sobe da terra… Hummm…
      Beijão!

      Curtir

  6. Pingback: Fim da fase Linköping |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s