Também quero morar aqui: a super cool Copenhagen

No fim de semana de 30 de agosto a 01 de setembro, eu e Erik fomos para a capital da Dinamarca, Copenhagen (København). Pronto, bastaram três dias nessa cidade cool ao extremo para eu adicioná-la a minha lista de cidades onde quero morar. Copenhagen, como acabei de dizer, é mais do que cool. É uma cidade jovem, cheia de arte e boemia. É claro que estas impressões não podem ser nada mais do que artificiais, já que passei pouco tempo lá. Esta não foi, porém, a primeira vez que fui à Dinamarca. Já havia visitado Helsingør, a cidade do castelo de Hamlet.

O motivo da pequena viagem foi uma comemoração da classe do Erik. Este é finalmente o último semestre de medicina, então todos decidiram fazer uma comemoração em Copenhagem. Achei meio cedo, não entendi direito, mas fui também, claro. Todos se hospedaram em um hostel excelente – até por isso, nada barato.

IMG_0121

Recepção do Generator Hostel

As paredes eram bem decoradas, bem ao estilo de Copenhagen:

IMG_0123

IMG_0124

IMG_0120

Essa chegada foi meio dramática. Eu simplesmente esqueci uma mochila com algumas das minha roupas e acessórios de que mais gosto, além de toda a minha maquiagem – incluindo paletas caras da Urban Decay – e produtos de higiene. Chorei, tive um troço na estação de trem de Copenhagen, por sinal, muito bonita. O Erik tentou insistentemente contactar a companhia de trem (SJ), mas ainda era muito cedo para conseguir qualquer informação. Demora um pouco até a seção de achados e perdidos receber todos os itens.

Fiquei praticamente com a roupa do corpo – exagero, eu tinha uma outra mala gigante, toda a minha mudança para a cidade de Lund, que faria no domingo, 1 de setembro. Fiquei, de verdade, sem nada de higiene. Nem um batom, nem um desodorante, nada. Só shampoo e condicionador.

O hostel fica bem perto da Kongens Nytorv (“Nova Praça do Rei”), a maior da capital. Há muitos bares, restaurantes e outras atrações nesta área bem turística. O bom de tudo é que não são apenas lugares chatos para turistas de meia-idade; há vários lugares interessantes.

IMG_0126

Arredores do hostel

Acredito que os dinamarqueses tenham desenvolvido um gosto para a boemia e o estilo retrô que persiste. Vi várias dessas lojinhas:

IMG_0127

As escadas acima levam a um bar-café lindo onde nos enchemos de Samichlaus por duas noites consecutivas

As bicicletas fofas estão em todos os lugares:

IMG_0128

As fotos seguintes são da tarde de sábado, depois de uma noite de festa em uma das áreas mais descoladas onde já estive, Kødbyen. Este é o mais novo bairro hip de Copenhagen, com muitas baladas “sujas”, de paredes pichadas, muita arte, boa música, o mais divertido em vida noturna. Costumava ser um lugar de abatedouros, por isso o nome, algo como “vila da carne”. Gostamos tanto que voltamos no sábado à noite. Aqui, nas fotos abaixo, era ainda sábado à tarde, e ainda estávamos com muita ressaca e famintos. Fomos atrás de um saluhall que eu tinha visto anteriormente, um lugar como um mercado municipal, mas chique, com delícias gourmet. A caminho de lá:

IMG_0137

IMG_0140

IMG_0160

Chegamos ao mercado, chamado Torvehallerne:

IMG_0161

Torvehallerne

IMG_0148

IMG_0149

IMG_0157

Almoçamos lá e tentamos recuperar as forças para a noite de sábado.

IMG_0146

Anúncios

8 comentários sobre “Também quero morar aqui: a super cool Copenhagen

    1. HAHAHAHHA, minha mãe fez o mesmo comentário. Na verdade, estou usando uma meia até que quente, mas bem fina. É para parecer que não há nada, mas estou um pouco protegida, sim. Por aqui, temos que tentar esticar ao máximo a temporada de “estilos de verão”, hehehe… Se ainda está uns 15, 10 C, está ótimo! 😀 Põe a meia e pronto.

      Curtir

  1. Que legal! Copenhagen parece mesmo ser muito legal. Adorei as mesinhas do mercado Torvehallerne. Ah! E nem precisa entender a comemoração, deixa o pessoal festejar. Medicina é um curso muito punk! hehehe. Beijos.

    Curtir

  2. Pingback: Tarde de sábado em Copenhagen |

  3. Adorei Copenhagem, muito fofa! Principalmente essas casinhas coloridas, achei tão felizes.
    E você recuperou a mochila afinal? O bom é que as coisas de higiene é só comprar né. Acho que o pior deve ser perder as roupas e acessórios.
    Mas adorei o seu look da foto. Nem precisava de mais nada hehe

    Curtir

    1. Aaaaaah, Lou, obrigada! Saudades de ti. Sim, recuperei a mochila com absolutamente tudo dentro; paguei uma taxa e eles enviaram para Lund.

      Eu acho que você iria gostar muito de Copenhagen e tiraria muitas fotos. 🙂

      Curtir

  4. Pingback: Cais novo: o cartão postal de Copenhagen |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s