Trinta: fim-de-semana em Oslo

Quase no  fim-da-tarde de sexta 13 de junho, depois de acampar no Psykjunta, eu e Erik dirigimos até a capital norueguesa, Oslo. Como a maioria que acompanha o blog sabe, moramos na Noruega por três meses em 2012, mas em uma cidade bem mais ao norte. Assim, foi a primeira vez que conheci Oslo, que é na verdade uma cidade não muito grande, de cerca de 900.000 habitantes. Ainda assim é a maior cidade da Noruega. Estes países escandinavos são mesmo um agrupamento de vilas em meio a florestas, montanhas…

Um dos tios do Erik é um dos maiores poetas do país. Ele é sempre muito legal comigo, sempre conversamos bastante nas reuniões familiares. Na última Páscoa, já bem feliz com vinho e schnapps, ele nos ofereceu o apartamento dele localizado na região central da cidade. Disse que estava livre para quando quiséssemos passar uns dias lá. E foi aí que ficamos, no apartamento do poeta, cheio de livros e gravuras pelas paredes. O apartamento fica no prédio ao fim da rua, atrás da placa de limite de velocidade na foto abaixo:

IMG_0462

A cidade é, como eu meio que já esperava, bonita, com uma arquitetura parecida a das maiores cidades da Suécia e Dinamarca – Estocolmo e Copenhagen. Não há prédios altos por aqui, nem em Oslo. São raros. Ao invés de blocos de concreto, há essas casas bonitas, edifícios de três, quatro, cinco andares:

IMG_0495Vista da varanda do apartamento

O dia estava maravilhoso, tive muita sorte. Os verões podem ser bem ruins aqui, como o dia de hoje (28/06) em Eksjö – 14 graus. Mas estes dias em Oslo estavam quentes, lindos e brilhantes.

IMG_0499

Os escandinavos amam o sol e sabem aproveitar os dias ensolarados. Por isso o gosto por varandas. Fica mais fácil curtir qualquer 15 minutos de sol sem precisar trocar de roupa, sair de casa e ver o sol sumir, como acontece frequentemente.

IMG_0498Noruegueses aproveitam o sol de sábado

IMG_0496

IMG_0501

IMG_0504

Essa região é bem burguesa. Havia muitos bares e restaurantes do tipo abaixo, com serviço em área aberta. É apenas no fim da primavera, verão e comecinho de outono que os bares e restaurantes trabalham assim. No inverno é impossível. Mesmo no verão é comum ver cobertores cedidos pelos estabelecimentos, um para cada cadeira. Muito confortável.

IMG_0469

No sábado à noite, caminhamos para o centro da cidade, a fim de achar alguma coisa para comer e uns bares. No caminho, passamos pelo Slottsparken, o Parque do Castelo. É onde fica o castelo real da Noruega.

IMG_0471Slottsparken

O castelo fica em um amplo espaço, um tanto majestoso, mas fazendo jus à “simplicidade” de estilo escandinava, sem muito exagero, sem ostentação.

IMG_0474Det Kongelige Slott (“O Castelo Real”), Oslo

É verão, o que significa que o sol se põe bem tarde. Já estava escurecendo, e a meia-luz fez com que o chão de pedrinhas parecesse rosa. O céu dourado conferiu um tom um dramático, mas serene. Lembrou-me a visita ao Palácio de Buckingham em Londres, depois de tanta chuva.

IMG_0478

IMG_0477

IMG_0476

Anúncios

6 comentários sobre “Trinta: fim-de-semana em Oslo

  1. Pingback: O que fazer em um fim-de-semana em Oslo |

  2. Pingback: De vila de pescadores à atração turística: Smögen |

  3. Maravilhosa essa cidade. Adorei a foto do pé haha mostra bem como as pessoas aproveitam qualquer solzinho nesses países mais frios. Os prédinhos são muito fofos. Isso é uma coisa que gosto daqui também, sem todos esses prédios altos que estragam a vista.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s