Frognerparken e as esculturas de Vigeland

No domingo à tarde em Oslo, eu e Erik estávamos em um dilema: seria interessante visitar um museu, mas o dia estava tão bonito, tão ensolarado… Nesta parte do mundo, o sol dita o seu tempo livre. Assim, decidimos não nos enfiar em um prédio, mas sim curtir o dia ao ar livre. Nunca se sabe quando haverá dias assim novamente, não? Hoje mesmo em Eksjö, 14C com chuva. Verão sueco.

Enfim, acabamos encontrando uma solução para conciliar as duas opções, a atração mais visitada de Oslo: Frognerparken, um parque que conta com uma exposição permanente de estátuas do artista norueguês Gustav Vigeland. O conjunto da instalação chama-se Vigelandsanlegget (“instalação Vigeland”) e se localiza na parte central do parque.

IMG_0506

Entrada de Frognerparken

O parque estava absolutamente cheio de gente, muitos turistas. Os ônibus de excursão estavam estacionados em frente ao portão. Ouvi muito Português Brasileiro por lá.

IMG_0507

Primeiro passamos um bom tempo no gramado à beira da pequena represa Frognerdammen (“Represa Frogner”), para almoçar os lanches que compramos, mais uvas e um litro de suco de morango com laranja.

IMG_0512A ponte com esculturas de Vigeland atravessa Frognerdammen

IMG_0511

IMG_0510

IMG_0513

Cena típica de dias quentes em parques escandinavos:

IMG_0517

IMG_0518Vista, a partir da ponte, para o outro lado da represa

As esculturas de Vigeland são muito robustas. São ao todo 214, em ferro, bronze e granito. Grande parte do trabalho do artista está concentrada nessa instalação. A maioria das estátuas representa seres humanos sempre em movimento, em meio a alguma ação, que pode ser bem cotidiana como brincar com crianças ou urinar. Muitos estão tensos, em conflito.

IMG_0519

IMG_0520

IMG_0521Camila no mestrado

Mais adiante está a fonte e o Monolitten, mais adiante.

IMG_0525

IMG_0523

IMG_0522

 

IMG_0528Monolitten, totem gigante com almas dantescas querendo ascender ao céu

Anúncios

5 comentários sobre “Frognerparken e as esculturas de Vigeland

  1. Pingback: Aker Brygge, o cais de Olso |

  2. Que parque lindo!
    Acho que vocês fizeram uma excelente opção passear por lá!!!
    A escultura de você no mestrado, sou quando acordo….hahaha

    Achei engraçado seu comentário de ter ouvido brasileiros por lá, nós estamos em todo lugar…hehehe

    Curtir

  3. Camila no mestrado hahaha morri de rir.
    Eu não teria dúvidas de ir ao parque. De uns tempos pra cá, eu perdi um pouco o gosto de ir em museus. Depois de ir em tantos (e principalmente no Louvre), os museus europeus começam a ficar tudo meio parecidos. É gostoso ir de vez em quando mas em um dia ensolarado, com certeza ia preferir a opção de vocês e fazer um piquenique ou algo do lado de fora.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s