Mudança para a Tailândia

Há uns dois meses atrás, lembro-me de ter pensado em como seria interessante morar na Ásia. Depois de algumas semanas, cá estou eu, na Tailândia. Quem acompanha este blog desde ao menos 2011 sabe que eu já havia estado por aqui, fazendo mochilão. Hoje estou morando na capital, Bangkok. Eu me mudei há exatamente três semanas, faz pouquíssimo tempo. Espero poder compartilhar, aqui no blog, um pouco da minha vida nesta cidade frenética, poluída, divertida.

Eu estou muito atrasada em relação ao meu próprio calendário pessoal de posts, como comentei no texto anterior. Para variar, ainda me pergunto se faz sentido continuar a blogar. Por enquanto, talvez sim.

Alguns estarão se perguntando “mas e a Suécia?”. Eu ainda não sei o que será do futuro, se voltarei a morar lá. Eu continuo planejando a vida por semestres, pois no momento é o possível. Eu sinto bastante falta de Eksjö, afinal esta mudança, tão repentina, foi como ser arrancada à força de um lugar com significado para si. Apesar de eu saber que há problemas em morar em Eksjö – não há trabalho na minha “área” nessa pequena cidade -, de alguma maneira fiquei muito apegada a esse lugar. Eu chorei enquanto o ônibus que me levaria a Estocolmo, no dia do vôo à Tailândia, cruzou o centro de Eksjö. Eu me apeguei por demais à vida em um lugar onde a beleza é fato corriqueiro, onde os veados assistem as minhas corridas semanais. A mudança foi como um abuso da alma, em uma fase pós-incêndio quando eu de fato não estava me sentindo nem forte, nem com vontade de encarar algo assim. Mas estou encarando.

Eu me mudei para a Tailândia a fim de fazer (mais) um estágio na área de “desenvolvimento”, a área do meu mestrado. Depois de um certo tempo depois do incêndio, recomecei a procurar emprego, mas logo percebi que deveria, também, procurar estágio, mesmo já tendo feito um na Jamaica. Depois de considerar muitas opções interessantes, mas nada ter se concretizado de fato, acabei por me decidir por um estágio em uma ONG internacional em Bangkok. Essa ONG trabalha com projetos relacionados a abuso sexual infantil, turismo sexual, esses tipos de problemas. Comecei no dia 15 de março, no dia seguinte a minha chegada em Bangkok.Tudo tem sido muito rápido, mas já estou instalada nesta metrópole. Moro em um prédio de 37 andares. A vista mostra muitos arranha-céus, o VLT que pego toda manhã para ir para o trabalho, o supermercado da rede Tesco logo ao lado e muitas outras construções.

IMG_3536
Bangkok: vista do 37 andar

IMG_3540

IMG_3526
Rio Chao Phraya ao fundo, um dos mais importantes da Tailândia
IMG_3623
Poluição diária
IMG_3554
Supermercado aqui ao lado
IMG_3482
Vista noturna
IMG_3496
Topo do prédio

Ainda não consegui explorar muito a cidade por ter passado grande parte do tempo me ajustando à nova vida. O Erik chega em um mês e meio; ao total, são dois meses que passarei morando sozinha aqui. Uma ótima aventura para a vida.

Então vamos lá, agora é nova fase na minha vida e neste blog.

 

Anúncios

4 comentários sobre “Mudança para a Tailândia

  1. Val

    Oi, Camila,
    Que legal ver um post seu aqui com as atualizações da Tailândia. Gostei muito da sua escrita mais pessoal e das fotos. Eu não tinha ideia de como era Bangkok. Espero que seja um tempo ótimo, que o estágio seja muito proveitoso. Depois, se você quiser, claro, escreva um pouquinho sobre o que você faz no estágio e no que a ONG atua especificamente em relação a abuso sexual infantil. É mais voltada a pesquisas ou talvez divulgações de dados? Ou nada disso? Rs
    Camila, tenho orgulho de ser sua amiga e adoro saber o que você está fazendo, como estão as coisas. Continue a blogar, sim, esses registros são especiais, basta ver o menuzinho aqui do lado com tantos lugares, lembranças.
    Beijos!!

    Curtir

    1. Aiiii Valéria… Mais especias do que esses registros são mensagens como a sua. Tenho muito orgulho de ser sua amiga também e simplesmente amo quando você grava mensagens no grupo. Adoro saber como andam as coisas e, principalmente, ouvir as suas reflexões. Conserta logo esse celular, hehe!

      Curtir

  2. Dayane Andrade

    Concordo com a Valéria é muito bom ler seus posts aqui. Não desista de blogar, é seu diário de bordo! É muito bom ver como você conta sobre as fases da sua vida. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s